Aglutinar e redistribuir
Série fotográfica
Vitória, 2019


feito no Campo, alto do Morro da Fonte Grande 


Se eu pedi, respirei para fazer. Respirar é sentir, e enquanto assoprar continuarei viva. Quando eu morrer, não será o fim se continuares fazendo vento em minha vida. E eu peço que haja vento, água e terra avermelhada como minha pele. Vocês vivos... uma energia que me faz cócegas e me amedrontam. Estou entendendo da onde vem. É que meu corpo é uma massa que aglutina e redistribui possibilidades de vida. E eu, até quando continuarei viva?



Castiel Vitorino Brasileiro
Série fotográfica Aglutinar e redistribuir
Fotografia digital, impressão finearte
297x420 mm
Vitória
2019




Produção e montagem Castiel Vitorino Brasileiro e Rodrigo Jesus